sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Minha estupidez (Eduardo Mano)

Minha estupidez me faz
Esquecer de que estás
Constantemente ao meu redor
E como ingrato que sou
Não ouço Tua doce voz
Que ecoa em meio a criação

E basta eu olhar para fora do meu mundo
Para enxergar que há um mundo
Que resplandece o Teu amor
E quando eu me lembro que posso descansar
Deixando tudo aos Teus pés
Fica mais fácil Te encontrar

E vejo os montes espalhados sobre a terra
E ainda um lago que reflete o azul do céu
E todo o verde que puseste sobre o solo
Declaram o Teu poder
Pois não há outro que deseja assim e o faça
E que chama para Si os que são Seus
Tua bontade sempre eterna e sublime
Me leva a Te adorar

Nenhum comentário:

Postar um comentário