sexta-feira, 20 de julho de 2012

Eterno (Eduardo Mano)

Aos Teus braços correrei
Pois em Ti eu encontrei
Plena paz, refúgio e amor
Em todo o tempo!

Se hoje vivo é para Ti
Pra Tua glória refletir
E exercer a salvação
Em todo o tempo

Teus mandamentos e desígnios
São eternos
E o Teu amor, irresistível
Nunca terá fim!

Eterno, imutável
Em Ti não há sombra de variação!
Glorioso, sempre és o mesmo
A Rocha firme, eterno Deus!

Nenhum comentário:

Postar um comentário