sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Poder do Teu amor (Darlene Zschech/Carlinhos Félix)

Senhor, eis-me aqui,
Vem transformar meu ser
No fluir da graça
Que encontrei em Ti!

Senhor, descobri
Que as fraquezas que há em mim
Podem ser vencidas
No poder do Teu amor!

Junto a Ti, Teu amor me envolve!
Atrai-me pra ao Teu lado estar!
Espero em Ti e subo como águia!
Nas asas do Espírito
Contigo voarei
No poder do Teu amor!

Face a face
Quero ver-Te, meu Senhor!
E conhecer o amor
Que habita em Ti!

Vem renovar
Minha mente em Teu querer!
Meus dias viverei
No poder do Teu amor!

Junto a Ti, Teu amor me envolve!
Atrai-me pra ao Teu lado estar!
Espero em Ti e subo como águia!
Nas asas do Espírito
Contigo voarei
No poder do Teu amor!

Nas asas do Espírito
Contigo voarei
No poder do Teu amor!

sábado, 24 de setembro de 2011

Vem, Espírito Santo (Ministério Koinonya de Louvor)

Espírito, Espírito de Deus
Espírito de amor,
Nosso Deus consolador
Espírito, Espírito do Pai
Que nos traz graça e paz
Revelando o perdão

Preciso de Ti, ó Espírito de Deus!
Vem trazer libertação,
Vem sarar todo meu ser,
Enche-me de Ti, ó Espírito de Deus!
Força pra continuar
E as promessas alcançar

Santo Espírito!
Santo Espírito!
Vem mudar meu viver
Restaurando meu ser
Derramando a Tua unção!

terça-feira, 13 de setembro de 2011

Salmo 139 (Asaph Borba)

Senhor, Tu me sondas e me conheces
Conheces o meu andar,
Conheces o meu pensar,

Senhor, Tu me sondas e me conheces
Conheces o meu deitar,
Também o meu despertar

Me acompanhas desde o principio
Ao me formar no ventre de minha mãe
E todos os meu caminhos
Nas tuas mãos estão
Tu sondas e provas o meu coração!

Se eu subir ao mais alto dos montes,
Ali Tu estás, Ali Tu estás!
Se eu descer ao mais profundo abismo,
Ali Tu estás, Ali Tu estás, Ali Tu estás!

No teu livro foram escritos todos os meus dias!
No teu livro foi escrita toda a minha vida!

sábado, 10 de setembro de 2011

Então se verá (Vencedores por Cristo)

Então se verá, o Filho do Homem
Vindo sobre as nuvens com poder e glória!

Porque assim como um relâmpago
Que sai do oriente e se mostra no ocidente
Assim Há de ser a vinda do Filho do Homem!

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

O amigo (Sérgio Lopes)

O amigo que eu encontrei me surpreendeu
Quando todos me deixaram Ele me acolheu
E sarou minhas feridas, das algemas me livrou
Lhe falei do meu dilema e Ele me escutou

Lhe falei do meu passado e me perdoou
Isso teve um alto preço que Ele já pagou
Me mostrou as mãos feridas
Por amor de muitas vidas
E uma dessas muitas vidas era eu!

Quem nesse mundo amor tão grande pode ter
De entregar a própria vida sem temer?
Quem já sentiu a dor de ser cravado em uma cruz
Pagando pelos erros que não cometeu?

E olhar nos olhos de quem tanto mal lhe fez
E sem ressentimento oferecer perdão?
Quem pode ser melhor amigo que O Senhor?
Que pelo servo a própria vida renunciou!
Quem pode ser melhor amigo que O Senhor?
Que pelo servo a própria vida renunciou!